Mariana Anselmo

Share

Começar em uma nova profissão nem sempre é fácil. Com os pintores não seria diferente. Esta também é uma área cheia de dicas, truques e segredinhos que, muitas vezes, são passados de geração para geração. 

E se você está começando na área e não tem esse profissional amigo para compartilhar com você os principais erros do pintor iniciante ou até amador, a gente te ajuda!

Com a ajuda de um super profissional parceiro, separamos os principais erros que as pessoas cometem para compartilhar com vocês neste Dia do Pintor (18 de outubro). Papel e caneta na mão, hein! Anote aí.

Os 10 principais erros do pintor inicial

  1. Usar a ferramenta correta

Não usar o pincel adequado para o que está pintando, de acordo com tamanho da superfície e se existem detalhes a serem pintados ou não. Outro erro comum é não usar o rolo correto: de espuma ou de pelo e prestando também atenção ao tamanho do material.

  1. Usar ferramentas de má qualidade

Economizar é sempre uma boa pedida. Mas não investir em boas ferramentas certamente é um erro que pode custar caro. As ferramentas facilitam o trabalho e trazem um resultado final muito melhor. Um pincel de boa qualidade aplicará mais tinta de forma mais rápida, formando uma linha limpa e reta. Além da questão da duração do item.

  1. A forma errada de segurar o pincel 

Usar o pincel inclinado com as cerdas para baixo. Ao contrário, com as cerdas para cima, a tinta escorre e suja sua mão, o chão e desperdiça o produto.

  1. Não seguir a recomendação de como diluir a tinta

É preciso seguir exatamente a recomendação do fabricante sobre a diluição da tinta, tanto na quantidade quanto no produto (água ou solvente). E também fazer a mistura total desta diluição, para que o trabalho tenha qualidade e constância.

  1. Não espalhar a bagunça ainda mais

Se, por acaso, pingar tinta na lona ou no chão, é preciso estar atento pra não pisar e sair espalhando a tinta ainda mais pelo chão. Principalmente quando é usado plástico para forrar o espaço, porque ele não absorve a tinta. Então, a dica aqui é: por cima da camada de plástico ou lona, distribua uma camada de jornal.

  1. Não dar todas as demãos que a pintura exige

Não é incomum, depois de um trabalho de pintura, perceber que um lado a par pegou melhor do que em outro, que um lado tem melhor acabamento e a cor está mais viva… Isso é erro de demão. É preciso esperar a tinta secar para seguir com as demãos que a peça ou parede precisa. E um bom pintor não foge disso! Pelo menos 2 costumam ser necessárias. 

  1. Não olhar para o ambiente como um todo

Vai pintar uma parede? Então, saiba que um dos erros mais comuns e de principiante é não tirar os painéis de interruptores de luz e tomadas. Isso evita que você manche as peças de tinta. Mesmo que você tenha um pincel voltado para detalhes, a chance de acabar pintando os itens é muito grande! Ou ficar um pedacinho da parede sem pintar.

  1. Não usar as tintas corretas

Não usar as tintas corretas de acordo com a superfície que você vai pintar é um dos maiores erros que pintores iniciantes cometem. 

É preciso pensar além do acabamento (fosco, ou brilhoso, por exemplo). Existem diversos tipo de tinta: à base de esmalte, látex, de água… E cada uma tem uma indicação de uso. Se atente a isso para garantir o resultado do seu serviço. 

Uma tinta de látex, por exemplo, não é feita para pintar paredes internas. Sua indicação está para piso e móveis, por exemplo. E vice e versa: a tinta da parede, se você usar em um móvel, não vai trazer um bom resultado.

  1. Não preparar previamente o item que vai ser pintado

Não fazer o preparo correto da superfície. É preciso lixar para tirar o brilho, ou resto de produtos. Depois, o ideal é passar um pano úmido, para tirar a poeira e o pó da superfície. Só então a superfície vai estar pronta para ser pintada.

  1. Não limpar bem as suas ferramentas

Não limpar de forma correta seu material de trabalho, principalmente rolos, pincéis e as bandejas de tinta. Seja em água corrente ou com o solvente correto, é preciso garantir ao máximo que o produto saia para aumentar a vida útil da ferramenta e evitar que no próximo uso, o pincel esteja grosso de restos de tinta, por exemplo. 

>> Leia também:

Por que se cadastrar em uma plataforma de serviços?

Profissionais autônomos: como manter a agenda cheia

E você sabe: nessa empreitada de se tornar o melhor pintor que você puder ser, pode contar com a TUL! Estamos aqui para te ajudar com os melhores produtos, pra você e seus clientes.