Mariana Anselmo

Share

A parte elétrica de uma construção ou reforma é muito importante. E saber como potencializar a venda desses itens também! Apesar de praticamente se venderem sozinhos, é sempre bom ter algumas dicas para vender materiais elétricos em maior escala, aumentando o ticket médio da transação.

Do lado do cliente, é muito importante usar bons produtos, de qualidade e confiança. Essa escolha é fundamental para garantir que problemas sérios, como curto circuitos, ou mesmo a queima de eletrodomésticos não aconteçam. 

Então, você já sabe: aqui não é possível negociar a qualidade do que se vende. Por ser um quesito básico e primordial, nem vamos colocá-los nas nossas dicas. Aqui, é obrigatório mesmo! 

Por isso, escolha bons fornecedores de materiais elétricos, que trabalhem materiais e itens de qualidade, tempo de garantia e até assistência técnica. Além, é claro, de buscar aqueles que tenham um vasto catálogo de produtos, que vá do básico às novidades de mercado. Assim, você consegue oferecer tudo que os seus clientes buscam sem ter o trabalho de falar com diversos fornecedores. 

E quanto melhor for essa relação entre cliente (você) e fornecedor, mais fácil de negociar preços, prazos… Consequentemente, sua loja poderá oferecer melhores condições de compra e pagamento aos clientes.

Agora, quais são essas dicas para vender materiais elétricos, hein?! Confira a seguir!

5 dicas para vender materiais elétricos

1 – Preste atenção à disposição dos itens na sua loja

Seu cliente espera entrar na sua loja e encontrar exatamente aquilo que procura e de forma fácil. Então, além de pensar na variedade do seu catálogo, pense na disposição dos itens no seu espaço físico ou na sua loja virtual.

Sabe-se que muitas pessoas preferem o autoatendimento, que estão “dando só uma olhadinha”. Então, que elas consigam encontrar o que buscam de forma fácil e autônoma.  Uma boa organização e disposição dos produtos certamente vai fazer a diferença. 

2 – Treine sua equipe 

Sua equipe é peça fundamental para melhorar suas vendas. Afinal, ao mesmo tempo que existem os clientes auto suficientes, também temos aqueles que querem ajuda para escolher a melhor opção. 

Então, tenha um time treinado que saiba responder as dúvidas corriqueiras dos clientes para esse tipo de produto. Se eles souberem indicar as melhores opções, o que ajuda mais, o que economiza, o que tem de novidade, melhor ainda! Sua loja sai ganhando muito com esse diferencial!

3 – Busque fornecedores que entendam dos produtos que vendem

Assim que seus funcionários devem conhecer os produtos, seu fornecedor também precisa ter um vasto conhecimento sobre os itens oferecidos no catálogo. Isso porque, na grande maioria das vezes, é ele quem vai dar o suporte que você e seu time precisam para enteder melhor o que vendem.

4 – Ofereça um bom pós-vendas

Novos clientes são importantes, mas fidelizar aqueles que você já conseguiu converter é imprescindível! E é aqui que entra o serviço de pós-venda. Ele vai ajudar a fazer com que o seu cliente volte, te indique e recomende. 

Caso ele tenha um problema, por exemplo, ofereça suporte e tente, ao máximo,reverter a experiência. Se você tiver o e-mail dos clientes, que tal entrar em contato perguntando se deu tudo certo com o projeto dele e se você pode ajudar em mais alguma coisa?

5 – Faça uma pesquisa com os profissionais

Os clientes finais são quem costuma chegar na sua loja e efetivar a compra, correto? Mas você sabe que quem passa toda a listinha do que comprar, normalmente, é o profissional. Seja ele um eletricista, engenheiro, ou até o famoso faz tudo. 

Então, que tal fazer uma pesquisa com esse público sobre o que não pode faltar na sua loja? Entender o sortimento básico, o que você pode experimentar, o que trazer de extra, qual tipo de novidade faz sentido… Assim, você garante maior assertividade na hora de montar seu estoque.

Pronto para vender materiais elétricos ainda mais? Com as nossas dicas ficou mais fácil preparar o seu negócio e equipe para aumentar esse ticket médio, hein?!