Mariana Anselmo

Share

Existe um momento importantíssimo para qualquer loja física: a hora de começar a vender online. Afinal, o e-commerce, seja ele site ou aplicativo, é um caminho natural para suas vendas aumentarem. 

Porém o tempo necessário para criar e estruturar a loja na internet, os custos com contratação de uma plataforma, os meios de pagamento, soluções de segurança e investimento em marketing acabam sendo surpresas que pegam os pequenos lojistas desprevenidos. 

Mas saiba que isso não é um impedimento total. Para lojas pequenas, que não são tão conhecidas ainda, às vezes, é melhor começar a vender digitalmente usando outros caminhos além dos mais famosos. Assim é possível reduzir o investimento e aprender mais sobre o universo digital nesse processo.

Separamos duas formas de começar a vender na internet para te ajudar nesse momento, confira abaixo.

Vender online nas redes sociais

Já falamos aqui no nosso blog como é importante investir em marketing e as redes sociais devem fazer parte desse planejamento. Elas te ajudam a levar o nome do seu negócio para mais pessoas, aumentando seu alcance e fazendo com que mais pessoas conheçam a sua loja. Mas além da visibilidade, as redes sociais também podem ter outra função: te ajuda a vender mais. 

Simples de usar e gratuitas, elas são uma excelente forma de divulgar a empresa e já seguir com a venda. Inclusive, hoje, quase todas têm ferramentas específicas para vendas, como o Facebook Marketplace ou as opções de criar uma loja dentro do próprio perfil do Instagram.

Benefícios de vender nas redes sociais

  • Facilidade: é muito fácil de anunciar e já faz parte da sua estratégia de marketing.
  • Não existe custo: você pode começar agora sem investir, usando apenas o seu celular e programas gratuitos de edição, por exemplo.

Pontos para ficar atento

  • Segurança: vender online em uma rede social é firmar um acordo entre você e o cliente. Formas de pagamento e entrega são combinados previamente, sem mediação de nenhuma instituição. Por isso, fique ligado em fraudes. Não há nenhum controle sobre isso, nem para você nem para o cliente. 
  • Amadorismo: muito cuidado para não deixar que os seus principais canais passem essa sensação. Vender nas redes sociais requer um bom uso delas, com peças bem pensadas que aumentem a confiança do comprador.
  • Marketing: como já falamos, é um ponto essencial. Cuidar das suas redes sociais pelo fator “divulgação”, por si só, é muito importante. É preciso saber como usá-las com eficiência.

Vender através de um marketplace

O marketplace é um modelo de negócio em que você utiliza um e-commerce maior, de renome e confiança no mercado, para poder vender os seus produtos. Nesses canais, você cadastra a sua loja e se torna um parceiro do marketplace, vendendo online através dele para todo o Brasil.

Através de um marketplace, você pode ofertar produtos dentro de um e-commerce totalmente pronto, que te oferece uma boa plataforma, com soluções de pagamento e segurança já prontas. Com a visibilidade que o seu negócio precisa e um grande público cativo. Basta subir seus produtos e vender! 

Em troca, eles cobram uma taxa, que costuma variar entre 16% e 20%, por cada venda realizada. 

Benefícios

  • É fácil: apesar de ser preciso um entendimento inicial para o uso da plataforma, o marketplace ajuda a posicionar a sua loja e a fazer todos os trâmites necessários para vender online, considerando que todas as ferramentas e funcionalidades estão incluídas neles. 
  • Credibilidade: sua loja pode até não ser tão conhecida, mas o marketplace é! Nele também existem sistemas que garantem maior segurança na compra. 

Pontos para ficar atento

  • Falta de autonomia: é uma parceria com o marketplace e a estrutura é comandada por ele. Então, muitas vezes, você não poderá fazer a campanha ou promoção que tanto desejava fazer. 
  • Concorrentes: no marketplace, eles dividem a mesma página e o mesmo item que você, e é mais difícil se destacar considerando o preço, o frete, o prazo e a reputação. Por isso, fique de olho nesses requisitos. 
  • Comissão: é preciso sempre pensar que os pedidos vão ter a comissão do marketplace na hora de precificar seu produto. 

Vender online é uma estratégia cada vez mais certeira para aumentar suas vendas e a atuação do seu negócio. Mesmo que sua loja seja pequena, ou esteja localizada fora dos grandes centros comerciais, é a sua chance de chegar mais longe!

Gostou das duas dicas? Qual desses modos se encaixa melhor para você?