Leduar Filho

Share

A pintura é uma parte essencial de qualquer projeto de melhoria de um ambiente. Seja ele uma casa, um ponto comercial, um móvel… E conhecer os diferentes tipos de tinta é muito importante para atingir o resultado desejado.

Do látex às tintas à base de óleo, cada tipo tem suas próprias características e vantagens. O tipo certo de tinta pode fazer toda a diferença quando se trata de criar um acabamento bonito e duradouro.

Umas trazem um resultado mais lustroso, outras são opacas… Há as que protegem da chuva, as que absorvem o calor, melhorando a temperatura do ambiente…

Este artigo irá explorar os diferentes tipos de tintas, suas características e diferenças, para que você possa tomar uma decisão mais acertada sobre que tipo usar em seu próximo projeto. Isso vai te ajudar a fazer o trabalho corretamente já na primeira vez.

Portanto, continue lendo para saber mais sobre os diferentes tipos de tinta e como escolher a melhor para o seu projeto.

Diferentes tipos de tintas

O fator mais importante a ser considerado ao escolher o tipo certo de tinta é a sua composição, ou seja: do que ela é feita. Existem seis ingredientes principais utilizados na base da preparação das tintas:

  • látex
  • acrílico
  • água
  • óleo
  • giz
  • esmalte

E ainda existem as tintas especiais como as utilizadas para acabamentos metálicos ou de mármore. Elas podem ser usadas de forma isoladas ou em combinação para fazer outros diferentes tipos de tintas.

Vamos dar uma olhada mais de perto em cada uma delas.

Tinta látex

Este é, de longe, o tipo de tinta mais usado e pode ser encontrado em quase todas as grandes lojas. A tinta à base de látex é uma tinta de emulsão que mistura dois ingredientes: um pigmento à base de água e uma emulsão de látex (um solvente químico).

Estes dois ingredientes são misturados entre si e depois agitados até atingirem uma consistência cremosa. A tinta látex é conhecida por sua secagem rápida, por ser de fácil limpeza e baixo custo.

Uma coisa a se ter em mente é que a tinta látex não pode ser usada em materiais porosos, pois ela se embebe na superfície, tornando-a uma má escolha para pintar móveis de madeira, armários ou paredes.

Normalmente, é a tinta mais indicada para áreas internas. Diluída em água, ela oferece um ótimo acabamento. Porém, não é tão resistente quanto a tinta acrílica, uma vez que não oferece grande impermeabilidade e não tem um bom acabamento em ambientes úmidos. 

Tinta acrílica

Esta é uma tinta à base de água que contém resina acrílica. É frequentemente usada como camada superior para tintas látex, para criar um acabamento semi-branco. Ela também pode ser usada por conta própria, mas não é indicada para pintar paredes.

As tintas acrílicas são tipicamente usadas para pintar telas, papel ou superfícies de madeira. Estas tintas também podem ser usadas para pintura decorativa, como em vidro ou cerâmica, uma vez que seu tempo de secagem é maior, o que permite ser criativo em seus projetos.

Como as tintas acrílicas são à base de água, elas são menos tóxicas do que as tintas de látex.

Tinta à base de água

Esta é outra tinta à base de água e é, frequentemente, usada como um substituto da tinta látex, uma vez que é menos tóxica. Seu tempo de secagem é curto, portanto é uma boa escolha para projetos que requerem tempo de secagem rápido.

Também é mais cara que a tinta látex, mas, às vezes, é usada como camada superior na pintura decorativa. As tintas à base de água são tipicamente usadas para pintar papel, madeira e, às vezes, lona.

Tinta a óleo

Este tipo de tinta costumava ser muito comum, mas foi sendo substituída pelas tintas à base de látex aquoso. A tinta à base de óleo é muito espessa e contém solventes, tais como tolueno, xileno e nafta, o que facilita a aplicação.

Este tipo de tinta também seca muito rápido, o que a torna uma ótima opção para pintura de superfícies externas, tais como cercas e decks. Ou para criar um acabamento texturizado em peças de madeira.

Mas elas não são adequadas para projetos de pintura em interiores ou paredes, pois são tóxicas e têm um cheiro muito forte.

Pintura com giz

A pintura com giz é uma forma de arte antiga que não utiliza nada além de pigmentos naturais e água. Hoje, estes pigmentos vêm em pó, que podem ser misturados com água em um frasco de spray para criar uma textura semelhante à pintura.

As tintas giz são uma ótima escolha para aqueles que procuram criar um aspecto rústico ou vintage em peças de móveis de madeira ou paredes. Elas são à base de água, portanto, são fáceis de limpar e não danificam a superfície em que são aplicadas.

Entretanto, não são adequadas para uso em superfícies delicadas, tais como paredes pintadas, devido à sua textura áspera.

Tintas à base de esmalte

Ao contrário dos outros tipos de tinta, a opção esmalte não é solúvel em água, portanto, a aplicação exige mais cuidado. Por ser bastante resistente, ela é muito usada em metais, madeiras e superfícies, como acabamentos de janelas e portões.

Disponíveis na versão brilhante e fosca, recomenda-se não utilizá-la direto na parede, pois a tinta, à medida que seca, pode criar bolhas e, consequentemente, se desprender da superfície. 

Tintas especiais

Há uma variedade de tintas especiais disponíveis, incluindo tintas metálicas, de mármore, de concreto… As tintas especiais são projetadas para usos específicos e não são um tipo de tinta de uso geral.

Por exemplo, a tinta de mármore é usada para criar um efeito de mármore em peças de madeira ou cerâmica e a tinta de concreto é usada para criar um acabamento texturizado de concreto em peças de móveis para exterior. Estas tintas são projetadas para aplicações específicas e seu uso é mais indicado para profissionais.

E agora?

Escolher o tipo certo de tinta é vital ao criar o acabando desejado e garantir sua durabilidade. Agora você já tem informação o suficiente para fazer suaus escolhas e mãos à obra!